Se puderes Dançar Um Pouco Mais, DANCE!


   Se as pessoas puderem dançar um pouco mais, cantar um pouco mais, ser um pouco mais malucas, suas energias fluiriam mais e seus problemas aos poucos desapareceriam.

   Daí eu insistir na dança. Dance até o orgasmo; deixe que toda a energia se torne dança e, subitamente, você perceberá que não tem nenhuma cabeça, e a energia estagnada na cabeça se moverá por toda parte, criando belos padrões, figuras e movimentos. E, quando você dança, chega um momento em que seu corpo deixa de ser rígido e se torna flexível e fluido; quando você dança, chega um momento em que sua fronteira deixa de ser tão clara, e você se dissolve e se funda com o cosmos e as fronteiras se misturam.
    
   Observe um dançarino; você perceberá que ele se tornou um fenômeno de energia e não está mais preso a uma forma fixa, não está mais emoldurado. Ele está fluindo para fora de sua moldura, de sua forma, e ficando mais vivo, mais e mais vivo. Porém, você saberá o que realmente acontece apenas se você próprio dançar. A cabeça interiormente desaparece, e novamente você é uma criança. 

    Então você não cria nenhum problema. 

Osho

Nenhum comentário:

Postar um comentário