Entrevista com a Bailarina Lua Aisha

  

 Lua Aisha é uma  talentosa bailarina amazonense que começou seus primeiros passos na dança do ventre em 2004 com apenas 04 anos de idade  encantando a todos com seu carisma e aptidão para dança, atributo estes que lhe rederam o posto de solista  em renomados  grupos de Danças Árabes de Manaus. Incentivada por sua mãe (Joana Souza), familia e amigos e motivada por uma enorme vontade de se aperfeiçoar  em técnica e conhecimento dessa arte milenar, Lua ingressou na Escola Nawaar de Adriana Amazonas em 2009, onde desde estão  então vem se aprimorando e aperfeiçoando suas técnicas. 
     
   Hoje já com 14 anos de idade Lua cresce a cada dia em expressividade , graça, leveza e exponteidade  na DV e seus mais variados estilos, a prova disso é que em 2014 Lua conquistou o primeiro lugar na categoria Juvenil no Mercado Persa ( o maior evento de Danças Árabes do Mundo) , e primeiro lugar na categoria grupo folclórico como integrante do grupo El- Funoun. A tajetória de Lua  não para por ai atualmente ela  continua seus estudos, praticando seus treinos e participando de workshop com profissionais da área , certamente esse é um nome que você ainda vai ver brilhar muito nos palcos nacionais.
Lua Aisha e sua mãe Joana Souza

1- Para você quais os pontos positivos e negativos de se começar a praticar a arte da Dança do Ventre tão jovem?

Dançar trouxe muitos aspectos positivos para minha vida, dentre eles posso citar um equilíbrio da minha timidez, ainda sou um pouco retraída mas o amor pela dançar faz você ir vencendo as barreiras e ganhando autoconfiança a medida em que adquire conhecimento. Outra coisa que senti uma grande melhora foi na minha postura e claro a alto estima que ganhou um impulso enorme. 

O negativo é que eu deixei de ir para vários lugares legais por conta da dança, e muitas vezes deixei de me divertir como a maioria das pessoas da minha idade por conta dos treinos, na hora eu ficava pensativa, mas com o resultado do meu esforço vi que meu sacrificio era recompensado em felicidade dobrada e a dança me deu a oportunidade de conhecer lugares melhores ainda. Pude viajar, conhecer bailarinas famosas e fazer amizades com pessoas do Brasil todo. Acho que toda bailarina em algum momento tem que abrir mão de algum lazer seja com a família ou com os amigos, quando se dedica a dança, isso faz parte mesmo.

2- Quais sua pretensões futuras com a dança do ventre?

Continuar aprendendo sempre , afinal essa é uma arte onde o estudo não se esgota  e junto a isso pretendo me formar em dança e  ser uma profissional tendo minha própria  academia.

3-  Quais bailarinos são suas referências na dança  e por quê?

A primeira bailarina foi a Amar Gamal depois veio Dariya Mistkevich elas são maravilhosas e foram  minhas primeiras inspirações. Em 2007  vi a Adriana Amazonas no festival marquesiano e a reação foi :UAU! e como o destino é maravilhoso, hoje em dia faço aulas com ela. Ai vem a Elis Pinheiro com a sua tecnica maravilhosa no clássico e vem o Hassan Zayn (Cia El Funoun) e o Anderson Lível (Cia El Funoun) no dabke que são os meus favoritos.

4- Para você o que é ser uma boa bailarina de dança do ventre? 

   Ser uma boa bailarina é dançar com amor , porque é esse amor que vai move-la a estudar, se aperfeiçoar em técnica, conhecimento da arte e tudo que a envolve, e só o amor vai fazer correr atras de dar o melhor de sí e oferecer o melhor para o publico que a prestigia. 

5- Em 2014 você conquistou o primeiro lugar no MP em duas modalidades, como foi sua preparação técnica e o que representou esse momento na sua vida?

Foi um momento mágico da minha vida, e para conquistar foi bem trabalhosos eu mesma fiz questão de montar minha coreografia e apresentei para a Adriana e pedi sua ajuda para saber onde eu estava certa/errada e depois trabalhei arduamente em cima disso.Com isso só foi treino e broncas da D.Joana minha mãe que não deixa eu levar as coisas na moleza não e ainda tinha os treinos de folclóre com o grupo El Funoun.
  
Quando soube do resultado, quase nem acreditei era a colheita do fruto de muito trabalho e dedicação  e o  momento foi engraçado porque a gente vai na expectativa de ganhar, mas ta sempre duvidando e achando que talvez não seja dessa vez, principalmente quando estão competindo com você bailarinas tão maravilhosas . Então  o pai de uma amiga que conheci lá mesmo no MP  veio nos avisar pois eu não estava presente quando anunciaram. E a sensação é inexplicável, saí correndo feito um desesperada pelos corredores e mil emoções gritando no coração.

6- Que dicas você dá para as bailarinas que queiram praticar essa arte, para que possam aprender mais e melhor

ESTUDE, DEDIQUE-SE  E SEJA HUMILDE PARA APRENDER! Veja videos no youtube, invista comprando dvds de dança do ventre dos melhores profissionais,faça aula com quem entende do assunto . E vá firme em prol da sua meta.Corre que ainda dá tempo e vamos ser felizes com essa arte maravilhosa!! 

Postagem e Edição por Aziza Zayn

2 comentários: